ico mapa site Mapa do Site            ico rss Assine nosso Feed              yt ico
feed-image RSS
11/11/16

Valorizar a educação e democratizar a universidade

A defesa foi feita por profissionais da área da América Latina em audiência pública realizada em comissão do Senado, nesta quinta-feira.

 

A Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado (CDH) promoveu, na tarde desta quinta-feira (10/11), um debate sobre o papel dos trabalhadores em educação na construção de uma universidade mais democrática na América Latina e no Caribe. A audiência pública foi uma sugestão da Federação de Sindicatos de Trabalhadores Técnico-Administrativos em Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil (Fasubra) e contou com representantes de vários países da América Latina.

A coordenadora-geral da Fasubra, Leia Oliveira, criticou as políticas do governo para a educação e disse que a sociedade precisa lutar “contra o desmonte do estado” e pela valorização do ensino público. Ela sugeriu a criação de uma federação internacional de técnicos-administrativos das universidades da América Latina e do Caribe e lamentou que muitas vezes o técnico que trabalha nas universidades tenha um papel “invisível”, já que o foco está nos professores e nos alunos. Ela ainda cobrou políticas de permanência para os alunos e mais valorização para os técnicos. "A universidade ainda precisa caminhar muito para ser considerada, de fato, democrática", afirmou.

União
O secretário-adjunto da Asociacion del Personal no Docente de la Universidad de Buenos Aires, Marcelo Di Stefano, afirmou que a criação de uma grande federação latina é um sonho para toda a categoria dos trabalhadores das universidades. Ele criticou o processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, arriscou um “fora Temer” e pediu a união dos povos latinos por uma educação de qualidade na região. Para o secretário, a educação exige um debate mais inclusivo, com a participação mais efetiva dos trabalhadores. "A educação é um assunto muito importante para ficar na mão de poucos, ou só na mão de políticos", pediu Di Stefano.

Representantes da República Dominicana, da Nicarágua, do Equador, da Costa Rica e da Bolívia também participaram do debate. Para a secretária da Federación de Sindicatos de Trabajadores Universitarios de Nicaragua, Mercedes Sanchez, o investimento em educação pode garantir uma democracia mais efetiva. Ela ainda pediu mais união dos trabalhadores da educação, pois “desunidos somos nada, mas unidos somos tudo”.

O secretário Geral da Agremiación Federal de Funcionarios de la Universidad de la República do Uruguai, Daniel Oliveira, chamou o impeachment da ex-presidente Dilma de “farsa” e criticou a PEC do Teto dos Gastos (PEC 55/2016). Para ele, a medida pode reduzir recursos para a educação e comprometer as gerações futuras do Brasil. Oliveira ainda cobrou uma “voz mais ativa” dos trabalhadores dentro das universidades e mais investimentos na educação pública. "Com universidades mais fortes, teremos países mais livres", declarou.


Comunicação CNTU
Reprodução de notícia da Agência Senado

 

Leia também



+ Notícias

Adicionar comentário

Ações

Uma iniciativa da CNTU em prol do desenvolvimento nacional e do bem-estar da população. São oito temas para ajudar a mudar o Brasil.

Saiba mais

Biblioteca CNTU

Um espaço para você encontrar facilmente informações organizadas em apresentações, artigos, legislações e publicações.

Saiba mais

AGENDA

11/12/2019
Dia do Engenheiro
 SDS Edifício Eldorado, sala 108 - Brasília/DF

Tel (61) 3225-2288

© Copyright 2015 - Confederação Nacional dos Trabalhadores
Liberais Universitários Regulamentados 
Fundada em 27 de dezembro de 2006.